02 ago 2015

Alma divinopolitana de músico

Sérgio de Castro e o Grupo Voz de Minas encerram o Inverno; a música da cidade ganha os palcos do festival

O Inverno que se encerrou em Divinópolis teve, no palco da Usina Gravatá, o melhor do cenário musical divinopolitano. Sérgio de Castro e o Grupo Voz de Minas, interpretaram canções de compositores da região, conhecidos nacional e internacionalmente. Artistas como Túlio Mourão, Jairo Lara, Marcelo Diniz, Kiko Lara, Gê Lara, o grupo Adcanto, Sérgio Rabelo, entre outros, foram homenageados nas 13 canções levadas a público. Para encerrar com chave de ouro a apresentação, The long and winding road, dos Beatles foi interpretada de improviso, para deixar claro o berço daquela geração de artistas, nutridos à sombra do Quarteto de Liverpool e do Clube da Esquina.

Sérgio, professor de canto na Escola de Música CCM, explica que o grupo Voz de Minas foi criado a partir do processo de aperfeiçoamento de algumas de suas alunas de canto, que vieram a se tornar profissionais. O Voz de Minas, atualmente, é formado por sete meninas e uma flautista, regidas por ele. Sérgio nunca deixa de destacar que a música de Divinópolis tem clara influência do Clube da Esquina (que nasceu no mítico cruzamento das ruas Divinópolis com Paraisópolis, em Santa Tereza, Belo Horizonte), e o tempero de grupos de rock como The Beatles e Os Mutantes. Seu grupo, criado há sete anos, faz dessa ligação um laboratório de criação.

Atuante no meio musical da cidade, Sérgio sabe a importância que um festival universitário de arte e cultura é capaz de fazer pela valorização dos artistas divinopolitanos. “É uma ideia fantástica agregar os talentos locais, para dar uma chance ao público de perceber que existe outro tipo de música além daquele que se ouve nas mídias massivas. Valorizar a música regional é, segundo ele, uma excelente maneira de apresentar novas vertentes musicais ao grande público.

Tanta sinceridade artística “pegou de jeito” a quem assistia ao espetáculo. “Um show como esse, que homenageia os compositores de Divinópolis, é uma pérola, afirma a professora aposentada Mirian de Oliveira. Assim, numa temporada de muita música, muito teatro, muita literatura, muitas oficinas, mais um Inverno se encerra na cidade do Divino, com a sedução de mostrar o que a terrinha tem de melhor.

Texto: Sarah Rodrigues

Foto:

Compartilhe:
0 Comment

Leave a Comment

Your email address will not be published.