20 jul 2015

A poesia das coisas

Escritores mineiros expuseram a poesia que vai além dos textos

Engana-se quem acredita que poesia é feita só de letra e palavra. Ela pode ser concreta. Na COLETIV4: arte e poesia visual, Carlos Barroso, Jairo Fará, Marcelo Dolabela e Mário Alex Rosa, poetas e artistas mineiros, reuniram-se para mostrar o elemento poético contido nas coisas. “A poesia visual trabalha a poesia de forma estendida, ou seja, dialoga com as outras artes, como as artes plásticas, a fotografia, o cinema e a música”, explica Jairo Fará. Nessa modalidade, a forma clássica sai de seu suporte tradicional e se utiliza de diversos instrumentos. Além disso, a própria poesia vira objeto, não somente os poemas, mas também os livros.

Na exposição, os visitantes se depararam com poemas na forma de aquário, caixas, maços de cigarro, banners, cartazes, tapetes, elásticos, meias, entre outros. A palavra não é essencial na poesia visual, ela muitas vezes nem aparece. Essa arte para os olhos pode se aproximar da arte conceitual. Quem apareceu por lá conferiu ainda o lançamento de dois livros-objetos: Livro de Bolso de Jairo Fará e Cunilíngua Pátria, de Carlos Barroso. Lembre-se quem foram os integrantes da intervenção:

Carlos Barroso é poeta e jornalista. Trabalhou em vários jornais e canais televisivos no Estado de Minas. Publicou Poetrecos, Carimbalas, Sãos, além de integrar o grupo fundador da Revista Cemflores.

Marcelo Dolabela é poeta, compositor e pesquisador (música e poesia). Publicou Coração Malasarte, Radicais, ABZ do Rock Brasileiro, Breve História da Música de Belo Horizonte, Hai kaixa, Poeminhas & Outros Poemas. Roteirista de vários filmes, dirigiu o curta Sábado da Carne. Lidera o grupo Divergência Socialista.

Mário Alex Rosa é doutor em Literatura pela USP. Autor de ABC Futebol Clube e Outros Poemas (Ed. Bagagem), Formigas (Ed. Cosac Naify), Ouro Preto (Ed. Scriptum) e Via Férrea (Ed. Cosac Naify).

Jairo Fará é professor do curso de Jornalismo da UFSJ. Poeta, contista e agitador cultural, autor do livro O Ovo do Minerim: Poesia Iguais a Poesias Diferentes. Agora lançando seu primeiro livro-objeto, com o título Livro de Bolso.

EXPOSIÇÃO

Local: Museu Regional de São João del-Rei

Dia: 19 de julho

Horário: 19h

Texto: Sarah Rodrigues.

Foto: Victor Hugo.

Compartilhe:
0 Comment

Leave a Comment

Your email address will not be published.