11 jul 2017

Cantos de Ossanha, rodas de orixás

 

Formada em Caxambu há cerca de dez anos, a banda Cifras no Varal hoje está em São João del-Rei, município que ostenta um rico histórico de produção musical. Ao longo dos anos, a cidade dos sinos serviu de morada e inspiração para um sem-número de artistas, desde compositores barrocos a rappers, passando por sambistas e bandas de heavy metal. Na edição deste ano, o Inverno Cultural destaca, com todos os méritos, a produção artística local.

A mudança de cidade não foi a única transformação da Cifras no Varal. Ao longo de sua trajetória, viveram diversas transformações estéticas, passando do pop rock para o jazz e do jazz para a música afro-brasileira.

Influência negra

“Nós temos dois integrantes que tiveram vivência forte com a umbanda”, explica Estevão Mascarenhas, um dos músicos, quando perguntado a respeito da importância da religião para a criação musical do grupo. A religiosidade é tema recorrente nas composições do Cifras, estando presente em canções como Roda dos orixás e Galos e terreiros.

Estevão também conta a respeito da influência da música negra para o grupo, citando Noriel Vilela e Baden Powell como referências. “Eu tive uma vivência maior em relação à música para depois entender um pouco mais do universo que eu tava retratando”, explica.

A arte de cima do morro

Na perspectiva de Estevão, as mudanças propostas pelo Inverno Cultural para a edição deste ano são positivas, principalmente as que têm como intuito a descentralização dos eventos. “Eu acho que ele [Inverno Cultural] tem que ampliar o leque de possibilidades para os morros, para os bairros mais carentes”, conta. E ainda acrescenta que, estando presente nos bairros mais populares de São João del-Rei, o festival torna-se mais representativo.

Morador do bairro Bela Vista, Estevão destaca as manifestações culturais locais: “aqui no morro a gente tem o maracatu, capoeira, tem os terreiros, jongo, uma porção de manifestações que podem ser levadas para o Inverno”. Os bairros Senhor dos Montes, Tejuco e Matosinhos estão no mapa das atividades, recebendo shows, oficinas e intervenções artísticas.

A respeito da proposta de trazer artistas locais e regionais, Estevão mostra-se receptivo: “Acho extremamente importante que o Inverno dê esse espaço. Isso é valorizar a cultura local pras pessoas verem que tem muita música boa sendo produzida”.

O Cifras no Varal apresenta seu show Roda dos orixás na noite do dia 23 de julho.

Texto: João Vitor Bessa

Foto: Nathan Teixeira

Compartilhe:
2 Comments
  1. Nívea Magno 12/07/2017 at 12:13 - Reply

    Salve cifra com todo seu axé!

  2. Roseli Cordeiro Pereira 12/07/2017 at 23:38 - Reply

    São João Del Rei vive um rico momento cultural, muitas reflexões sobre diversos temas acontecendo e o Cifras no Varal encantando cada vez mais.

Leave a Comment

Your email address will not be published.