20 jul 2015

Degraus de Portilho

Artista encontrou nas escadas a poética para expressar processos de conhecimento

Nascido em 1962 em Belo Horizonte, Alexandre Portilho dividiu sua vida entre duas áreas de interesse bastante distintas: a engenharia e a arte. Sua primeira exposição individual aconteceu em 2000, na histórica Ouro Preto, trazendo uma série de aquarelas e pinturas de sua autoria. Na década de 2000, a veia artística aflorou com mais intensidade, levando Alexandre a ingressar no curso de graduação em Artes Plásticas da Escola Guignard, quando pôde experimentar várias técnicas e abordagens artísticas.

Entre o conhecimento adquirido no curso, o desenho, a pintura e a fotografia chamaram mais a atenção do artista, levando-o a desenvolver trabalhos nessas áreas. Em Desenhos de Alexandre Portilho, exposição que fez parte da programação do 28º Inverno Cultural UFSJ e se constituiu num recorte de Degraus de conhecimento, foi possível perceber a atenção do artista em se fazer presente em modalidades variadas do circuito artístico. “Para mim, é uma grande oportunidade, não só de divulgar meu trabalho, mas de também estar conhecendo outros trabalhos e artistas,” declarou.

Nos 20 desenhos expostos, Alexandre relacionou elementos de composição da imagem com o processo de construção do conhecimento. O conjunto remeteu ao interesse em explorar livremente múltiplas possibilidades do desenho como fazer artístico. Os trabalhos que chegaram a São João promoveram analogias com escadas, referências de Alexandre para entender e desenvolver seu fazer artístico. “Em cada escada, um processo que leva a um novo patamar de conhecimento. Cada degrau, um movimento no sentido de conduzir esse processo”, analisou.

EXPOSIÇÃO

Desenhos de Alexandre Portilho

Data: 19 de julho, 19h

Local: Museu Regional – São João del-Rei, MG

Texto: Sarah Rodrigues.

Foto: Victor Hugo.

Compartilhe:
0 Comment

Leave a Comment

Your email address will not be published.