22 jun 2017

Inverno Cultural UFSJ divulga atrações

 

De 22 a 30 de julho, São João del-Rei sedia um dos maiores festivais de artes integradas de Minas Gerais: o Inverno Cultural UFSJ. Em cena, mais de 250 atividades convidam os 120 mil participantes a vivenciarem a cidade por meio da arte e cultura.  Nesta edição, o evento traz o tema “Universidade, arte e resistência: a cultura como bem comum”.

O Inverno Cultural ocorre de forma descentralizada em 2017 para reforçar o viés extensionista do festival, promovendo o diálogo entre a instituição e a comunidade. As ações serão realizadas no Centro e bairros Tijuco, Senhor dos Montes, Araçá e Matozinhos.

Em formato híbrido, o evento reúne artistas contratados e extensionistas voluntários, promovendo 21 apresentações musicais, 6 exposições de arte, 17 espetáculos de artes cênicas, 12 palestras, além de debates, performances poéticas e aulas abertas que tomarão conta da cidade em nove dias de resistência artística. Na área de formação em arte e cultura, a expectativa é envolver 1.500 pessoas nas 49 oficinas e 4 master classes. Em paralelo, eventos associados acontecem em museus e espaços culturais.

Ao todo, são mais de 200 pessoas envolvidas, entre monitores, coordenadores de área, produtores, equipe de logística e voluntários, na construção do maior programa de extensão da UFSJ.

A poesia visual atravessa a edição desde o tema até as peças gráficas. O conceito “Ocupe Arte” e o manifesto “Megafone uni-vos” procuram sintetizar o tema para defender a democratização da arte, o respeito à cultura popular e às periferias e o reconhecimento da cidade como um espaço vivo e vibrante.

Voltado para a cidadania cultural, desde março, o Inverno Cultural UFSJ reinveste parte dos recursos para a criação e manutenção de grupos artísticos e culturais locais, em que nove projetos de extensão democratizam o acesso e uso de bens culturais em três regiões de vulnerabilidade social da cidade (Tijuco, Senhor dos Montes e Matozinhos).

O Inverno Cultural é uma realização da FAUF e UFSJ, com incentivo da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais.

Para conferir a programação completa, clique aqui.

Destaques da programação

Arte-Educação

Reconhecida por contemplar diferentes oficinas, a área traz uma novidade para este ano: a palestra “Práticas Meditativas Mindfulness no Contexto Escolar” que discute os benefícios da prática mindfulness na esfera da Educação. Os destaques são a oficina “Máscaras Gigantes” da Cia. Valentina de Teatro para o público infantil  e a proposta voluntária “Oficinas Culturais” entre o IF Sudeste MG e a E. M. Carlos Henrique Damiano Fuzatto que busca fortalecer o vínculo entre o Instituto e a comunidade local.

Artes Cênicas

Nesta área, sobem ao palco espetáculos com temáticas e propostas diversas. Em destaque, está a peça “Nós” do Grupo Galpão, companhia teatral nacionalmente reconhecida, e três apresentações de projetos de extensão da Universidade. “Olhos D’Água” se aprofunda no universo da mulher-mãe-negra-periférica e faz o público repensar o feminino na sociedade contemporânea, Soft Porn revisita clássicos da literatura infantil, trazendo o terror para o público. Por fim, “Motriz” aborda a travessia sonora na escuridão, criando uma paisagem mental através de uma experiência meditativa e imaginativa.

Artes Visuais

A exposição itinerante “FIOTIM”, de Jorge Fonseca, promete inovação para São João del-Rei, ao se instalar nas praças de bairros da cidade durante o festival. Outro destaque é a oficina de serigrafia, que aborda todas as etapas do processo em suportes variados. A proposta desenvolvida pelo Projeto Museu do Barro, em parceria com o Inverno ao longo do ano, “Cerâmica Musical”, traz o que foi produzido em sala para uma exposição e uma apresentação musical.  Por fim, a palestra “Ciência, arte e resistência indígena na Universidade”, do Prof. Cristiano Lima Sales (Artes Aplicadas – UFSJ), discute o papel das universidades nacionais como palco para ações que auxiliem na resistência indígena do país.

Especiais

Este ano, a área traz a reciclagem e os esportes radicais como destaques. A esperada “Oficina de Escalada em Rocha” acontece de 24 a 28 de julho, promovendo o ensino de técnicas e treinamentos para escalada na Serra do Lenheiro. Já a oficina “Ensinando Crianças a Reciclar”, realizada em conjunto com a Associação dos Catadores de Material Reciclável de São João del-Rei, visa levar conhecimentos básicos de reciclagem e reaproveitamento para o público infantil.

Literatura

Os destaques desta área prometem noites lúdicas para o público do evento. A Noite de Poesia, no Teatro Municipal, traz performances poéticas, apresentações literárias e propõe a liberdade de expressão. Já o Poesia com Cachaça permite que qualquer pessoa se sinta livre para recitar seus poemas com uma boa dose de humor na Rua da Cachaça. Já a oficina “Poesia e as formas do agir comunitário” explora a história do fazer coletivo em poesia, atravessando a história das vanguardas nacionais e internacionais.

Música

Nesta área, oficinas, masterclasses, recitais, concertos e shows compõem a programação em destaque no festival. O show “Lamparina”, da banda Berimbrown, sobe ao palco do Largo Tamandaré no último dia do festival. O recital Madrigal Beija-flor, iniciativa dos alunos de Música da UFSJ, resgata o repertório do coral renascentista. Na parte de masterclass, o curso gratuito “O Corpo do Músico na Performance Musical” propõe uma visão da pedagogia do canto e da fisioterapia especializada em saúde do músico. A ação formativa “Educação Musical para Todos”, desenvolvida em conjunto com o Inverno Cultural, realiza uma apresentação musical com as turmas da escola municipal Kléber Vasques Filgueiras.

Fotos: Divulgação.

Compartilhe:
0 Comment

Leave a Comment

Your email address will not be published.