02 ago 2015

Madame Satã, a luta dos invisíveis

Espetáculo traz crítica social para último dia de Inverno Cultural em São João del-Rei

Madame Satã se arrisca por uma mistura delicada: poesia com politica. Sucesso de público e crítica no Cine Horto, em Belo Horizonte, a peça teatral faz referência à biografia de um dos personagens mais peculiares brasileiros, Satã, para tecer um diálogo com questões atuais e fazer críticas contra a homofobia e o racismo.

Recheada por uma trilha sonora inédita, o espetáculo alterna textos poéticos e combativos. Com uma forte crítica social, Madame Satã procura dar visibilidade a pessoas que se enquadram à margem da sociedade, procura estimular a reflexão do público sobre os invisíveis.

Madame Satã é produzida pelo “Grupo dos Dez”, grupo de investigação teatral de Belo Horizonte que se dedica a pesquisar sobre o teatro tipicamente brasileiro. Suas apresentações giram em torno da música e desenvolvem o conceito de “ação-musical-dramatúrgica”. “Tudo é música” em cena.

Esta é a primeira vez que o grupo se apresentará fora de Belo Horizonte, o que tem gerado grande expectativa nos bastidores. É o que conta o fundador do “Grupo dos Dez” e codiretor do espetáculo, Rodrigo Jerônimo: “Nosso início foi muito difícil. Ficamos três anos com a ideia debaixo do braço para, enfim, poder realizar”, explica. Agora, encaram o desafio de uma apresentação longe da capital mineira. “Estamos muito ansiosos pra saber como vai ser a recepção da peça fora da nossa casa”.

Para o coordenador geral do Inverno Cultural, Paulo Henrique Caetano, “trazer uma peça teatral que aborde os direitos humanos é de grande importância para o enriquecimento do evento”. Paulo explica que o teatro, mesmo tendo uma linguagem figurativa, tem a capacidade de provocar formas de pensar na sociedade, instigar discussões de cunho político. “Acho que a gente foi muito feliz com essa escolha para fechar o Inverno cultural, deixando aí uma questão para a sociedade refletir”.

Madame Satã entrará em cena no último dia do Inverno Cultural em São João del-Rei a partir das 20h, no Teatro Municipal. O espetáculo tem direção geral de João das Neves, codireção de Rodrigo Jerônimo e direção musical de Bia Nogueira.

Texto: Thobias Vieira.

Foto: Victor Hugo.

Compartilhe:
0 Comment

Leave a Comment

Your email address will not be published.