02 ago 2015

Nos batuques de Flávia

Espetáculo de samba trouxe para os palcos do Inverno grandes mestres do estilo, Cartola e Nelson Cavaquinho

Último dia de Inverno em Divinópolis. Um sentimento ainda bom de coisa boa que acaba. Friozinho típico de beira de rio no Complexo Usina Gravatá. Um frisson de calor na plateia: chega o samba de Flávia Simão! Batucada, dança, sorriso aberto no rosto e o desfrute público de um repertório recheado de clássicos dos mestres Cartola e Nelson Cavaquinho, típico samba carioca das décadas de 1950 a 1970. Flávia, gravidíssima, nem parecia sentir a barriga onde dançava a pequena Helena: de vestido florido, dançou e contagiou todo mundo com a beleza de sua voz e carisma.

A cantora-de-samba, como se define, canta profissionalmente há quase seis anos, o despertar de uma paixão que veio do pai, e amadureceu em sua passagem pelo grupo artístico Sarandeiros. “Quando participei do Sarandeiros na faculdade, explorávamos muito essa questão da cultura popular. Quando vim para Divinópolis e tive a oportunidade de cantar, comecei a estudar todos os tipos de samba.” No repertório da noite, aliou clássicos a composições menos conhecidas do grande público.

Flávia exalta a inclusão do samba, a música genuína de nosso país, na programação de um evento do alcance do Inverno Cultural UFSJ. “O samba, geralmente, se aninha nos grandes centros urbanos, como Rio, São Paulo e Belo Horizonte. No interior, as pessoas gostam do ritmo, mas é raro ter quem faça samba.” O que, para ela, é uma pena, pois o samba que está em cada um de nós, brasileiros. “Ali guardadinho, esperando alguém acender o pavio, é uma explosão emocional quando a gente toca”, analisa.

Emoção que vem da identificação do brasileiro com o samba, o que podia ser claramente percebido durante o show. “Foi tudo lindo, a Flávia canta samba muito bem. Que alegria estar aqui!”, disse a engenheira ambiental Raíssa Resende. Quem perdeu Samba de Cartolas e Cavaquinhos, tem quatro meses e meio para se redimir: o espetáculo voltou aos palcos da cidade no Concerto de Natal, agendado para 20 de dezembro.

Texto: Sarah Rodrigues.

Foto: Anderson Marcenes.

Compartilhe:
0 Comment

Leave a Comment

Your email address will not be published.