10 jul 2017

O conto dos corpos quebrados

 

O espetáculo Soft Porn, do grupo Transeuntes, traz um novo olhar sobre contos de fadas e convida você a entrar no bosque do Campus Dom Bosco, no dia 26 de julho, às 22h. Contos de fadas são a primeira forma de fantasia com a qual muitas pessoas têm contato. Personagens e histórias que continuam a ser contadas e referenciadas em todas as mídias. Essa magia vai alcançar o Inverno Cultural, mas não de uma forma com a qual estamos acostumados.

É que Soft Porn traz um novo olhar sobre esses contos, um olhar mais forte, violento e reflexivo. Trazendo uma mistura dos contos de fada de antigamente com os contos modernos da deep web, a apresentação convida o espectador a embarcar num mistério sombrio que revela a parte obscura do ser humano.

O grupo de pesquisa Transeuntes consiste em estudos teóricos e práticas de performance fora dos palcos, em espaços nos quais você não veria uma apresentação teatral. Soft Porn será apresentado no bosque próximo ao Campus Dom Bosco da UFSJ, espaço cedido pela paróquia Dom Bosco para o grupo.

Marcelo Rocco, professor do curso de Teatro e um dos orientadores do projeto, conta que, todo ano, “é perguntado aos pesquisadores o que o incomoda e que gostaria de colocar pra fora em forma de teatro. Essas temáticas são escolhidas e defendidas por meio de debate. Os temas são votados e este ano foi escolhido o tema ‘abuso’. Depois é feita uma série de seminários sobre um aspecto, uma linguagem ou um subtema dentro desse tema”.

Henrique Chagas, estudante de Teatro da UFSJ e um dos pesquisadores do grupo, interpreta na peça duas representações: uma boneca quebrada e um homem monstruoso. “Espero que as pessoas reflitam sobre feminicídio, sobre o machismo que está na sociedade, e que nosso trabalho tenha um significado mais social”.

Texto: Felipe Januário

Foto: DIvulgação Soft Porn

Compartilhe:
0 Comment

Leave a Comment

Your email address will not be published.